12-Nov-2019

Please reload

Posts Recentes

Formação Catequistas

September 26, 2017

1/2
Please reload

Posts Em Destaque

Dia de Devoção

May 11, 2018

 Todo dia 12 do mês: Dia de Devoção à Nossa Senhora de Guadalupe. No mês de maio a Santa Missa acontece às 07h e às 19h (igreja atual). 

 

Durante todo o dia reza do terço e novena!
Venha rezar, vivenciar e sentir o colo acolhedor de Nossa Senhora.

 

“Guadalupe intriga a ciência”

 

Poderá ser proveitoso transcrever um relato sobre a prodigiosa imagem de Guadalupe, feito por uma jornalista, Roxana Varela, para um dos principais jornais do país, o conhecido Folha de São Paulo, edição de 4 de agosto de 1994. Isso para dizer que essa imagem está lá no México para ser vista, estudada, pesquisada. Não há nada a esconder. Está à disposição de qualquer cientista, pintor, jornalista, fotógrafo, curioso... e de todos os que desejam conhecer coisas do outro mundo... porque essa imagem, de fato, não foi feita por artista humano. Aliás, não é a única imagem chamada “aquiropita”, isto é, “não feita por mãos humanas”, coisa que existe em ambiente católico, e somente na Igreja Católica. Aí vai o artigo. Abre aspas:   

“Visitar a basílica de Nossa Senhora de Guadalupe, na Cidade do México, é uma boa maneira de sentir a devoção religiosa do povo mexicano.
A lenda conta que Nossa Senhora apareceu a um índio chamado Juan Diego em 1531 e deixou estampada a sua imagem na "tilma" (túnica indígena) do camponês.
O manto atrai milhares de mexicanos que vêm de todos os lugares do país para pagar promessas e fazer pedidos à Virgem. Homens e mulheres atravessam a praça Monumental de joelhos em sinal de devoção.

A sinceridade das cenas comove a todos que assistem a essa forma de agradecer os "milagres". Um dos mais conhecidos é o atentado que a imagem sofreu em 1921. Um homem colocou flores com uma bomba no altar-mor da antiga basílica –a nova foi inaugurada em 1976.
A explosão chegou a entortar uma cruz de latão e evitou que estilhaços destruíssem a túnica.

Hoje, essa cruz está em exposição. Mas o principal milagre é a própria conservação do manto de Juan Diego. Durante esses 462 anos, a imagem não desbotou nem desfiou. Estudiosos do mundo inteiro vão a capital do México tentar explicar o fato.
O alemão Richard Kuhn, prêmio Nobel de Química, analisou uma mostra da "tilma" e concluiu que os corantes da imagem não pertencem ao reino vegetal, mineral ou animal.
Em 1979, Philip S. Callagan e Jody B. Smith, dois norte-americanos da equipe científica da Nasa, submeteram a túnica a uma análise com raios infravermelhos e chegaram à conclusão que o tecido não tem nenhuma preparação e torna inexplicável a conservação do rosto, mãos e túnica da Virgem.

O resto das formas –raios, orla da túnica, estrelas, desenhos, broche, pulseiras etc.– foram acrescentadas à imagem original por mãos humanas.
"Não existem pinceladas e a técnica é desconhecida na história da pintura", foram palavras usadas no relatório final dos cientistas. Outra característica da "tilma" é a imagem de um homem no olho direito da Virgem. (RV)” Fecha aspas. Só faço uma observação: o antepenúltimo parágrafo (“O resto das formas...”) contém imprecisões. O que foi acrescentado, na verdade, foi só a figura do anjo e as dobras do manto aos pés da imagem, bem como as asas. As formas citadas apenas receberam reforço de pintura (desnecessário, aliás!). Mas merece louvor essa jornalista que se atreveu a pôr uma coisa bem “católica” num jornal que chega a todos os ambientes, coisa rara.   

 

Por: Aldo Dal Pozzo

Share on Facebook
Share on Twitter