12-Nov-2019

Please reload

Posts Recentes

Formação Catequistas

September 26, 2017

1/2
Please reload

Posts Em Destaque

Como votar nas eleições

September 19, 2018

 

                                    COMO VOTAR NESSAS ELEIÇÕES?

 

A Cartilha de Orientação política de 2018 nos apresenta algumas orientações nessas eleições. Mas é bom se perguntar, existe uma maneira correta de votar?  Penso ser uma resposta difícil de responder, porém é possível analisar alguns aspectos para fazer uma melhor escolha. É o que a Cartilha nos apresenta.

Algumas reflexões do Papa Francisco aos políticos católicos da América Latina. “Estai certos de que a Igreja Católica louva e aprecia o trabalho de quantos se dedicam ao bem da nação e tomam sobre si o peso de tal cargo, a serviço dos homens […]. Sentimos necessidade de reabilitar a dignidade da política […]. precisamos de políticos que, em primeiro lugar, preservem o dom da vida em todas as suas fases e manifestações […]. Devemos nos encaminhar rumo a democracias maduras, participativas, sem as chagas da corrupção […]

É necessário votar com consciência, pensando no bem de todos. Não votar só por obrigação, mas para exercer a cidadania. Não se pode acreditar apenas num discurso bonito e logo ir compartilhando qualquer coisa. Primeiro verificar a fonte da informação em sites ou veículos de comunicação confiáveis. Cuide com manchetes bombásticas. Leia a matéria completa e não apenas o título. Veja quem é o autor da informação e se ele realmente existe. Observe a data da publicação, se é atualizada. Questione se a informação é uma piada, ironia ou gozação.

VOTAR EM QUEM?

Em quem apresenta uma sincera adesão aos valores cristãos. Tem competência política e conhecida capacidade de liderança. Defende a vida, desde a concepção até o seu fim natural, a dignidade do ser humano. Defende a família, segundo o plano de Deus. Possui histórico de comprometimento com as causas dos mais necessitados. Tem atitude de respeito para com seus adversários políticos. Apresenta coerência entre palavras e atitudes. Escolha, preferencialmente, pessoas que possuam vínculos com a Igreja, demonstrados antes da campanha eleitoral. Manifesta um comportamento público que o inspira confiança e credibilidade.

NÃO VOTAR EM QUEM?

Quem é reconhecidamente desonesto. Não importa o partido ou a religião, ou a posição nas pesquisas; se é corrupto, negue-lhe seu voto. Promete fazer aquilo que não é de sua competência. Tenta comprar seu voto. Coloca o lucro e a economia acima de tudo. Faz da política uma profissão, mantendo se no poder há muito tempo. Apresenta atitudes agressivas, tanto física como moralmente. É arrogante, demagogo, apresenta-se bem, mas não possui propostas positivas. Atenta contra a vida dos pobres e sua dignidade. Não inspira confiança.

A Igreja desde o CONCÍLIO VATICANO ll, orienta: “ Os católicos versados em política e devidamente firmes na fé e na doutrina cristã não recusem cargos públicos, se puderem por uma digna administração prover o bem comum e ao mesmo tempo abrir caminho para o Evangelho” (Decreto Apostolicam Actuositatem,n.14) 

                    

Por Professor Mario Felicio

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter