Posts Recentes
Posts Em Destaque

Reflexão do Evangelho


12.07.2020. 15º DOMINGO DO TEMPO COMUM

Isaías 55,10-11; Salmo 64; Romanos 8,18-23; Mateus 13,1-23


O RENDIMENTO ESPERADO.

O SEMEADOR FOI SEMEAR. Sementes caíram à beira do caminho. Outras caíram em terreno pedregoso. Outras ainda no meio dos espinhos. Já podemos imaginar o que pode ter acontecido com elas. Mas houve sementes que caíram em terra boa. Algumas dessas produziram cem. Outras sessenta, e outras trinta frutos por semente. É isso que ensina Jesus. Cada um tire as lições e consequências.

Perguntem aos agricultores quantos quilos de trigo ou milho ou soja esperam colher na lavoura. E perguntem o que é preciso fazer para obter essa produção. A lavoura é continuamente ameaçada por tempestades, secas, gafanhotos e outras pragas. O agricultor precisa vigiar. Assim é nossa vida espiritual.

Jesus aqui claramente diz que uns produzem mais e outros menos. E Deus não está cometendo nenhuma injustiça com ninguém. A toda pessoa humana Deus dá a chance de ser rico para o céu (Mt 19,21). Mas o coração de muita gente se tornou insensível: olham e não querem ver, ouvem e não querem ouvir (v.13).

A PALAVRA DE CRISTO ENFRENTA ANTIGOS E MODERNOS TERRENOS PEDREGOSOS, ÁRIDOS E HOSTIS. Podemos lembrar alguns:

=+ Agnósticos acham que não se pode alcançar a verdade divina, nem mesmo pela revelação cristã. =+ Há os que acham que tudo seria relativo: o que para uns seria verdade, para outros não seria. += Outros dizem que os ocidentais e orientais são diferentes: os ocidentais estariam centrados a certa lógica racional, e os orientais possuiriam uma mentalidade simbólica, intuitiva. =+ Subjetivistas dizem que a nossa razão não atingiria o ser e a verdade tal como existe, e que cada um explicaria as coisas de acordo com sua cabeça (é só ver essa história do “corona”). =+ Há os que desprezam um mundo futuro, uma vida futura, pois isso seria fruto de mera fantasia e desejo. =+ Outros acham impossível que Deus se tenha feito homem, e dizem que Jesus, no máximo, seria uma pessoa “super especial”. += Existem teólogos (!) que interpretam a Bíblia segundo modos de ver de certas filosofias e tradições religiosas primitivas (basta ver essa história de “mãe terra” que andou por aí...). =+ E sempre existiu a tendência de ler e interpretar a Sagrada Escritura como se não existisse a Tradição e o Magistério da Igreja ( Cf. Dominus Iesus, 2). Ou como se não exitissem, por exemplo, santos e santas fidelíssimos à Igreja, e presentes em todas as épocas e décadas, ao longo dos dois mil anos.

Para refutar esses pensadores, é só verificar que a mensagem cristã (necessariamente católica!) sempre foi muito bem compreendida por pessoas de todos os povos, línguas, nações, culturas, pessoas de altíssima conhecimento científico, pessoas simples e que nunca tinha ido à escola, etc.


Por exemplo, São Francisco Xavier fez pregações em vários países de línguas, costumes, religiões, crenças... diferentes, e todos o entendiam perfeitamente, e acreditaram na palavra dele especialmente pelos episódios únicos e nunca vistos: ele ressuscitou mortos, curou instantaneamente doentes de todos os tipos, fez chover, e fez parar de chover, e fez aparecer peixe, falava todas as línguas diferentes, mais de quatrocentas, etc. (E por isso várias vezes tentaram matá-lo.) E seu corpo incorrupto continua a atrair multidões.


Aliás, será que certos “inteligentes” do mundo nunca ouviram falar que vários cientistas da Nasa, e outros mais, estudaram o Santo Sudário, a imagem de Guadalupe, a Casa de Loreto, o sangue de São Genaro, etc.? Portanto, não temos apenas palavras... temos fatos de origem sobrenatural, coisas muito concretas e visíveis. Sim, existem milhares de marcas de Cristo em sua única e legítima Igreja.

Siga
Nenhum tag.
Procurar por tags
Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Pedidos de Orações.

Av. Paraná, 5440 - Vila A - TEL:(45) 3524-4000