Posts Recentes
Posts Em Destaque

Reflexão do Evangelho


26.07.2020. 17º DOMINGO DO TEMPO COMUM

1Reis 3,5.7-12; Salmo 118; Romanos 8,28-30; Mateus 13,44-52.

O QUE DEUS IMAGINA PARA CADA UM

A epístola aos Romanos lida neste dia, fala em predestinação. Ao longo da história da Igreja, houve discussões a respeito e interpretações incorretas. Temos que ter presente o seguinte: Deus nos criou LIVRES. Deus nos criou para a LIBERDADE. Mas quem pratica o mal prejudica a si mesmo, “se lascou”.

Diz a Sagrada Escritura que a pessoa humana foi predestinada a ser a imagem do Filho de Deus feito homem – “imagem do Deus invisível” (Colossenses 1,15) a fim de que Cristo seja o primogênito de uma multidão de irmãos e irmãs (cf. Catecismo 381). Então, predestinação tem o sentido de plano, desejo, intenção. Deus imaginou coisas maravilhosas para os humanos. E põe à disposição deles todos os recursos necessários para a realização deste plano.

Sem liberdade, não há crescimento ou aperfeiçoamento. Deus não nos criou para sermos uma manada, uma tropa de animais que age de acordo com a força física do patrão. Aliás, o Salmo 31,9 pede para não sermos como cavalos e jumentos que precisam ser dominados com cabresto e freio.

Então, NÃO SE PODE ACEITAR O FATALISMO, isto é, a ideia de que Deus tenha imposto um destino fixo a cada pessoa. Isso a privaria da liberdade. Predestinação tem a ver com a presciência. Deus sabia que a humanidade ia praticar o mal. Mas não a criou para praticar o mal.

Mas Deus não predestinou a pessoa humana para cometer o pecado. Sabia que haveria bandidos, ladrões e corruptos, mas criou-a mesmo assim, pois nenhuma pessoa iria reclamar de ter sido criada assim. E cada pessoa sabe perfeitamente que de suas atitudes há resultados previsíveis. De modo que os que tiverem ido ao inferno não reclamam de ter ido para lá. E só não saem de lá porque não querem, diz S. Tomás.

De modo que, no fim das contas, Deus viu que criando as pessoas humanas desse jeito é bom. A prova é que ninguém gosta de ditadores, autoridades autoritárias, pessoas arrogantes e soberbas. Esses aí são os peixes ferozes, o “leviatã” (Jó 40,20 - 41,25), o “dragão”, monstro marinho. Jesus, no Evangelho de hoje, fala dos peixes maus que serão jogados fora... (Mt 13,.48). O profeta Amós também fala desses peixes perigosos que precisam ser carregados com ganchos e arpões (Amós 4,2).

Para os que duvidam do grande “tesouro” prometido por Jesus, lembremos neste proximo dia 27 de julho um impressionante milagre com data marcada para se reaslizar todos os anos, de um santo mártir, SÃO PANTALEÃO. Foi médico e foi perseguido e morto por ser um cristão que atendia os pobres de graça. SEU SANGUE SE TORNA LÍQUIDO todo dia 27 de julho, desde o ano 303 (há mais de 1700 anos!), lá em Madri, no convento junto à Praça Oriente.

Siga
Nenhum tag.
Procurar por tags
Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Pedidos de Orações.

Av. Paraná, 5440 - Vila A - TEL:(45) 3524-4000